fbpx

Cuidados essenciais com o pé diabético.

O “pé diabético” é um conjunto de complicações que podem ocorrer nos pés de quem tem diabetes, geralmente associado a progressão da doença. As alterações do pé diabético podem causar lesões, devido a neuropatia diabética. Estas complicações ocorrem por conta do descontrole dos níveis de glicemia e o mal funcionamento da circulação e podem ser prevenidos se feito a orientação de cuidados correta ao paciente.

Com o desenvolvimento da doença, o pé vai perdendo a sensibilidade e as sensações de dor e tato desaparecem. A “proteção” conferida pela dor é o que nos faz identificar pequenos ferimentos e evitar com que os mesmos evoluam. Sem essa proteção, pequenas feridas nos pés podem logo virar grandes feridas e comprometer a viabilidade do membro, acarretando uma amputação.

Por isso, o ideal é procurar um profissional da saúde logo que perceber o primeiro sintoma, dentre eles, câimbras, deformidades, dormência, queimação, perda gradual da sensibilidade, ressecamento da pele e atrofia da musculatura. Um paciente com diabetes deve ser tratado por uma equipe multidisciplinar, para que seja viável a prevenção e a promoção da saúde e suas complicações com a evolução da doença.

Em relação aos cuidados locais com os pés veja algumas medidas importantes:

1. Os pacientes diabéticos devem examinar os pés diariamente, lembrando sempre de observar os espaços entre os dedos. É importante identificar infecções, cortes, bolhas, feridas e calos o mais rápido possível.

2. Os pés devem ser lavados sempre com água morna para evitar queimaduras. É importante também secá-los muito bem para evitar micoses, mas sem esfregar a pele.

3. Usar sempre meias limpas, preferencialmente sem costuras para evitar pontos de pressão e favorecer o controle da umidade local. Além disso, é importante usar sapatos que não apertem.

4. Nunca andar descalço, mesmo em casa. A diminuição de sensibilidade nos pés facilita o aparecimento de feridas, infecções e traumas indesejáveis quando a pele fica em contato direto com o chão.

5. Cortar as unhas de forma reta, horizontalmente e nunca remover calos ou unhas encravadas em casa. O corte quadrado, com laterais levemente arredondadas, é o mais indicado para prevenir lesões. A remoção das cutículas não é indicada.

6. Mantê-los sempre hidratados também é fundamental, uma vez que o pé diabético é mais seco que a pele normal e mais propenso a rachaduras. Tegum tem ação antifúngica, nutre, hidrata e regenera o tecido afetado.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

©2022 Tegum. Todos os direitos reservados.

Contato

Nos envie um e-mail e entraremos em contato o mais rápido possível.

Enviando

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?